sábado, 7 de junho de 2014

Mais Um Dia No Paraíso

Mais um dia no paraíso.
Cartas pelo chão, correspondências no armário da cozinha.
Tudo fluindo, como um cano entupido.
Os cachorros latindo, o trânsito lá fora...
Você sorrindo.
A estrada pesada de caminhões, o mato lotado de almas vazias
As ruas me cobrem no frio doce de Julho.
Eu me pergunto onde você possa estar.
A música ecoando pela casa vazia. o mar navegando em memórias
E minhas lembranças tão vagas percorrem o infinito vazio da sua alma.
Uma impressão me passa de longe, um pressentimento oco.
Eu deixo a porta aberta, eu destranco o coração.
Mais um dia no paraíso.
Pássaros não cantam, os ventos não limpam
O chão continua sujo, o sol continua brilhando
E eu continuo aqui.
Eu continuo aqui.

domingo, 9 de março de 2014

Não Estou Sozinho

Houve um tempo em que eu estive perdido
Fora de mim mesmo, imaginando o quão seria difícil atravessar essa rua sozinho.
Imaginei que o amor fugiria ao meu controle
E que o sol não iria mais brilhar.
Mas a luz em seus olhos me deixam ver
Que as estrelas se aparecem com a minha casa
Me leve pra casa.
E a luz em seus olhos, seus olhos de tigre faminto
Me fariam perceber que eu nunca estou sozinho.
Não estou sozinho.
Estive pensando em cada toque que você me deu
E em quantos pedaços meu coração se partiu quando você se foi
Houve um tempo sem verdade
Houve um tempo sem amor
Mas a luz dos teus olhos me fazem enxergar além
E as estrelas no céu se parecem com a minha casa
Me leve pra casa.
E a luz nos teus olhos me fazem ver que ue não estou sozinho
Nunca sozinho.
Como uma estrela cadente
Eu cai num sonho profundo
Mas seus olhos de tigres famintos
Me fizeram ver que não estou sozinho.
Não estou sozinho.
Me leve pra casa.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Pequena Estrofe de Amor

Como cinzas voando lentamente pelo céu, eu busquei seu amor pra mim.
Era tão difícil, mas o impossível me conquistava.
Eu tentei, eu clamei, lutei até onde podia.
E tudo o que achei foi amor em mim mesmo.
Ainda que o sol te leve de mim, ainda que as estrelas te toquem essa noite
E se o mar me engolir, se a chuva me derrubar, apenas saiba
Eu ainda te amarei pelo resto da minha vida.



segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Represa

Olhei pro céu e apenas vi estrelas.
Olhei pro mar e apenas vi as cinzas de um amor cremado.
Olhei pra mim e me vi acabado.
Fu levado pela correnteza e o sol queimou meus olhos.
De repente me agarrei a realidade, e ela mesmo sombria foi a única que me salvou.
Ventou tanto em meu interior, que tudo caiu no chão e quebrou
O mesmo vento levou os cacos pra bem longe e dentro de mim algo novo nascia
Uma nova visão, um novo coração, e lágrimas escorreram incessantemente...
Vidas cruzadas pela dor, paixões em minha cabeça e tudo novamente se foi.
Agarrei-me a fé e nela vi uma esperança, agarrei-me a mim mesmo e vi um novo caminho.
Perdi, lutei e perdi mais uma vez.
Rezei, chorei, sorri e mais uma vez rezei
E essa força eu tirei de dentro de mim, apenas buscando a sobrevivência.
Tantos sentimentos, tantos lamentos e dores
Busca, saída, libertação.
E quando achei que a luz estava acesa, apenas me enganei novamente, não houve saída.
Conheci o lado escuro da minha alma, e meu sofrimento gritava
E somente o tempo sufocou esse grito abafado, deixei de existir.
E de novo comecei a sonhar e de novo comecei a sofrer
Tanto sal nessas águas, tanto desamor em meu peito.
O tempo então passou, e toda mágoa foi se esvaindo no horizonte.
Noites sem luar, sorrisos abertos.
O tempo foi consertando a represa destruída,
Foi abrindo as portas lacradas pela dor e um sorriso então foi visto de longe.
Liberdade, felicidade, amizade.
Recomeço.Renovação.
Outro ser nasceu. Outra vida cresceu.Outra represa se rompeu.
E o dia apenas começou, do outro lado da ponte, o sol nasce.
E a história que parecia ter fim se parece agora imortal.
A morte que virou vida.
A promessa feita.
A luz acesa.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Inspiração

Se tem uma coisa que eu aprendi nesse mundo, é que nada vale a nossa dor.
É meu caro, há ocasiões em que você precisa passar por cima do seu orgulho, ceder e deixar que o outro se de conta sozinho de seu próprio erro. E a vida é tão curta pra ficar dando murro em ponta de faca...
A felicidade também exige que você não seja imbatível em seus pensamentos, é preciso perder para ganhar.
E o importante é não ligar para o que os outros dizem, pois pare pra pensar: ninguém paga suas contas além de você! Então pra que se importar com comentários maldosos se você pode ser feliz cedendo e ignorando tudo isso!? Mas vale lembrar que você também não precisa se humilhar pra que uma situação saia como você quer. É preciso ter também pulso forte pra não ser passado pra trás. Afinal de contas, a felicidade tem vários caminhos, os quais você pode escolher todavia, qual seguir. E lembre-se, nunca é tarde pra tentar ser feliz. A felicidade não tem um plano fixo, o que te faz feliz hoje, pode não te deixar tão confortável amanhã.
O importante é ter sempre em mente, meu amigo, que o futuro a Deus pertence, e só o tempo vai te mostrar o que é verdadeiro e o que não o é.
Relaxe, a vida foi feita pra ser vivida e alegre, e caso não esteja sendo feliz em suas realizações, pare já e tente uma outra direção, afinal toda situação sempre tem dois lados.
Agora não veja esse texto como um conselho, porque conselhos nunca dizem respeito aos outros e sim a nós mesmos, mas veja como um lembrete de como nesse momento eu tive uma inspiração boa, após passar por um grande problema, dai você se dará conta de que tudo nessa vida passa, o que é bom e também o que é ruim.
O importante é gozar...

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Quero de Novo

Imagino uma forma de traduzir o que passou em palavras doces e figurativas, típicas de um poeta desiludido no amor. Imagino uma forma de desapegar do passado e não olhar mais pra trás. Eu tento desapegar das lembranças de dias floridos encontrados sobre o mais puro sentimento de amor. Seria eu um louco ?
Há poucas coisas das quais eu me arrependo e definitivamente essa não é uma delas. Ter vivido essa experiência apenas me fez crescer mais forte como fogos de artfícios no céu. Não quero esquecer, não vou conseguir esquecer, agora não vou mais retroceder.
Recuperando o folêgo, aqui vou eu novamente, embarcando numa viagem desconhecida e louca. Me sentindo vivo, presente, um vencedor!
Imagino uma nova forma de reinventar a minha vida, acredito nela e caminho adiante!
A mágoa, fica pra trás, e o amor eu quero de novo!

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Não Me Deixe Sem Saber O Que Fazer

Aonde você vai com tanta pressa ?
Pra onde foi o amor?
Você precisa me dizer algo convincente
Não se vá assim tão rápido.

Não, não me deixe sem saber o que fazer.
Eu apenas quero ouvir você dizer
Pra depois eu poder ir embora tranquilamente.
Não, não me deixe sem saber o que fazer!

Os momentos que vivemos, os dias de glória que tivemos
O que eu ouvi de você não foram apenas palavras
Não me deixe acreditar no que os meus olhos estão vendo
Eu sei que você é mais do que eles podem enxergar.

Não, não me deixe sem saber o que fazer.
Eu apenas quero ouvir você dizer
Então depois eu poderei sumir
Então, não me deixe sem saber o que fazer!

Eu ainda sinto seu calor aqui
Eu ainda ouço aquelas canções
Na espera de você voltar algum dia
Eu ainda te esperaria...

Não, não me deixe sem saber o que fazer.
Eu apenas quero ouvir você dizer
Pra depois eu poder ir embora tranquilamente.
Não, não me deixe sem saber o que fazer!


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O Garoto Dentro do Quarto

Este é o garoto dentro do quarto.
Um quarto que se fechou pro mundo.
Há quem diga que o garoto apenas está esperando
Alguém que abra a porta.
Este é o garoto que nunca desistiu
Mas um golpe de vento quebrou seu coração
Ele tenta olhar pra trás
Mas isso já não faz bem...
Este é o garoto dentro do quarto
Um quarto escuro
Apenas um fresta de luz
Esperando alguém.
Entre aqui
Salve este garoto!
Conserte seu coração!
Ele apenas precisa de luz
Você não quer entrar ?
Ele vai estar aqui
Dentro deste quarto fechado
Suspirando, sentado esperando alguém
Aqui ele vai ficar
Entre
Diga algo
E salve-o deste quarto.
Você não quer entrar ?

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

O Sabor do Veneno

Já posso sentir o gosto do veneno em minha boca, querido,
Estou ficando louco, e isso está aumentando.
O calor que eu sinto em minhas mãos está me queimando.
Aquelas palavras amargas que você me disse estão martelando em minha cabeça.
Pensando 24 horas no que eu quero ser
Só sei que aqui não vou continuar.
Talvez em algum momento você precise do meu abraço
Mas agora que se foi saiba que você não pode voltar.
E eu estou queimando.
Estou queimando
Estou fervendo
E perdendo os sentidos.
No ponto alto você disse que eu era especial demais pra você.
Me disse que não me merecia
E hoje eu vejo que pela primeira vez estava certo.
Eu sou demais pra você.
Não me mude, não me pare.
Agora você vai sofrer as consequências do seu amor barato.
Pensando 24 horas no que eu quero fazer
Só sei que não preciso mais de você
Talvez em algum momento você queira voltar...
Pare, não me faça rir!
E eu estou queimando
Estou gelando
Estou fervendo
E recuperando os sentidos.
Se por um momento você lembrar de tudo que vivemos
Se por um momento de ilusão você me telefonar...
Pare, não me faça rir!
Eu estou queimando
Minha cabeça esta queimando
Meu coração esta gelando
Estou fervendo
Fervendo
E recuperando os sentidos!

Haha Otário!

sábado, 21 de setembro de 2013

Estrelas de Saturno

Uma fotografia, para sempre em minha mente até eu morrer.
Memórias escondidas na poeira das estrelas de Saturno.
Andar por essas ruas é ter a certeza de que o amor ainda vive em meu âmago.
Subir as escadas sagradas da transgressão, da luta e da competição.
Tantas palavras que caberiam em um livro...
Minha mente tão fértil, imaginou um novo amor e nele se construiu ilusões que me poem contra a parede a cada movimento brusco.
E novamente estou aqui de pé, mais forte, e pronto pra nascer de novo.
Estou aqui, sem culpa, sem destino, sem volta, aguardando.
Uma cidade presa em minha garganta.
Recordações de um amor impossível e improvável.
E palavras tão mastigadas ainda conseguem ser surpreendentes.
O que quero dizer é que eu ainda estou aqui, eu ainda sinto, e ainda vivo.
Estou voltado pra minha natureza, sem retorno, agora.
Um barco no meio de um mar de lágrimas secas no escuro dançante de uma floresta azul.
Letras que talvez nem caberiam num papel.